A Medicina Tradicional Chinesa, um Património ao serviço da Humanidade

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) inclui diferentes vertentes de intervenção terapêutica, sendo as mais usadas a Acupunctura, a Fitoterapia, a Massagem Tui Na, a Dietética, o Chi Kung e o Tai Chi terapêutico. Globalmente, é uma disciplina que trata da fisiologia e patologia humanas, do diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças. A MTC, longe de ser uma actividade empírica, dispõe de um sistema teórico próprio, com a coerência racional de qualquer sistema científico e uma história de milhares de anos de aperfeiçoamento, rica em experimentação, evoluções e prática clínica. Na qualidade de importante elemento do tesouro cultural da China, a MTC incorporou a experiência do povo chinês na sua longa luta contra a doença, evoluindo até à forma de um sistema peculiar de teoria médica, graças a uma prática clínica de longo termo. Como resultado, contribuiu largamente para a saúde e prosperidade da nação chinesa, bem como para o desenvolvimento das ciências médicas em todo o mundo.

O sistema teórico da MTC

Baseia-se num conjunto de teorias e conceitos operacionais como o Yin-Yang e os cinco elementos, os órgãos Zang-Fu e os meridianos, entre muitos outros, abrangendo a patogénese, as síndromes patológicas, as técnicas de diagnóstico, os princípios terapêuticos, a preservação da saúde e a dinâmica dos cinco elementos e dos seis factores naturais com incidência patológica. Tem a doutrina sobre o Yin-Yang e o conceito de Holismo como princípios orientadores, a fisiologia e a patologia dos Zang-Fu e meridianos como base e Bianzheng Lunzhi (selecção de tratamento com base em diagnóstico diferencial) como fundamento terapêutico.

Características da MTC

A MTC caracteriza-se sobretudo pela sua interpretação própria das funções fisiológicas e alterações patológicas do corpo humano, pelas suas técnicas de diagnóstico específicas e pelos seus princípios terapêuticos próprios. Por exemplo, a MTC considera o corpo como um todo integral, estreitamente interligado pelos órgãos Zang-Fu, canais de energia e seus colaterais e mantendo estreitos laços com o mundo exterior. Também enfatiza a importante função desempenhada no desenvolvimento das doenças tanto pelos factores patogénicos endógenos (nomeadamente, “as sete emoções anormais”) como pelos seis factores patogénicos exógenos. No reconhecimento das alterações patológicas a MTC possui quatro métodos diagnósticos como técnica principal, oito princípios como linhas orientadoras e “diferenciação das doenças de acordo com a teoria dos órgãos Zang-Fu”, “diagnóstico diferencial de acordo com a teoria dos Seis Canais”, “diagnóstico diferencial pela análise de Wei, Qi, Ying e Xue” e “diagnóstico diferencial pela análise dos três Jiao” como conteúdo básico.

No combate contra as doenças, a MTC confere grande importância à prevenção e ao tratamento preventivo das patologias, tendo realçado os princípios de “no tratamento procurar as causas primárias da doença” e do “tratamento de acordo com a constituição física do indivíduo e com as condições sazonais e locais”, etc.

Abreviando, as características referidas podem ser assim resumidas: (1) o conceito de holismo e (2) selecção do tratamento com base no diagnóstico diferencial.

Holismo

Refere-se a uma visão geral do próprio corpo como um todo integral e à inter-relação entre o homem e a natureza. O corpo humano é composto duma variedade de tecidos e órgãos, cada um realizando uma função particular, a qual, por sua vez, é uma parte componente das actividades vitais de todo o corpo. O corpo humano é um todo integral na medida em que as suas partes constituintes são estruturalmente inseparáveis, reciprocamente condicionadas e conectadas na fisiologia, agindo entre si na patologia. A estreita conexão do homem com a natureza manifesta-se pelo facto de viver no seu seio, nela encontrando as condições necessárias à sua sobrevivência e cujas variações podem influenciar o corpo humano, directa ou indirectamente, assim provocando as suas correspondentes respostas.

Ler mais sobre Holismo