A utilização de luvas em Acupunctura-MTC

Análise de legislação e pareceres nacionais e internacionais realizada por Diana Pinheiro, Especialista de MTC e membro da Direcção da APAMTC

Após consulta de várias fontes nacionais e internacionais, pode-se concluir que: no exercício da Acupunctura, o risco de contaminação é baixo mais não é zero. O uso de luvas não é obrigatório, sendo o uso de luvas altamente recomendado nos casos em que se verifique se antecipe o extravasamento de sangue, e sempre quando, quer no profissional, quer no paciente haja afeções dermatológicas, feridas ou doenças infecto-contagiosas transmitidas e/ou desenvolvidas por via cutânea.

Segundo os diplomas publicados e aplicáveis no contexto dos profissionais das TNC, o Acupuntor e o Especialista de MTC devem: “Prestar cuidados de Acupuntura de elevada qualidade, garantindo sempre a segurança do cliente”Portaria nº 207-F/2014 de 8 de Outubro – artigo 4º, ponto 3 alínea f). O mesmo é referido para os cuidados de MTC – Portaria nº 207-G/2014 de 8 de Outubro.

O Acupunctor e o Especialista de MTC devem nos seus “Gabinetes de consulta, sala de avaliação/ diagnóstico/tratamento, garantir a existência de um sistema de desinfeção de mãos, preferencialmente lavatório com torneira de comando não manual “- Portaria nº 182/2014 (ver anexo V).

Disponível na íntegra (pdf)

 

Fontes utilizadas

WHO – Best practices for injections and related procedures tollkit

CDC – 2007 Guideline for Isolation Precautions: Preventing Trannsmission of Infectious Agents in Healthcare Settings

CCAOM – Position Paper on Glove Use during the practice of Acupuncture

BASED ON – Occupational Safety and Health Administration (EUA)

International Hazard Datasheets on Occupation-Acupuncturist 

Chinese Medicine Board quick reference guide

Clean Needle Technique Manual for Acupuncturists

Acupuncture Society Code of Safe Practice