MTC – Uma Medicina de Excelência na Prevenção

Tratamento preventivo na Medicina Tradicional Chinesa e Educação para a Saúde

Faro, J., Fernandes, D., 2016

Os cidadãos e os responsáveis públicos começam a tomar consciência de que “prevenir a doença é melhor do que curar” pode ser bem mais do que um simples voto piedoso.

Políticas públicas adequadas, educação das populações para a saúde e responsabilidade individual informada são ferramentas com eficácia real, desde o alívio nos orçamentos da saúde até à melhoria da qualidade de vida de cada ser humano concreto.

É uma evidência histórica que os grandes avanços na esperança média de vida, desde o fim do século XIX, se devem sobretudo à generalização de medidas de saneamento público e de cuidados de higiene, bem como ao aumento da qualidade e quantidade da alimentação acessível às populações.

Os extraordinários avanços da medicina convencional, como as sulfamidas, os antibióticos ou os conhecimentos sobre genética, não foram até agora acompanhados de progressos na saúde pública comparáveis, do ponto de vista macrossocial, aos que resultaram das modernas alterações nas condições e estilo de vida das populações, apesar da extrema importância de cada caso individual que se resolve, independentemente da dimensão da sua expressão sociométrica.

A Medicina Tradicional Chinesa, pela sua parte, possui em si própria uma sabedoria milenar e um tesouro de comprovação experimental sobre os métodos de Prevenção da doença. Os profissionais desta área gozam de condições excepcionais para explicar aos seus pacientes as causas e os mecanismos das suas predisposições patológicas, com base nas teorias das MTC, bem como para estimular a sua prevenção, através de alterações concretas e facilmente compreensíveis no seu estilo de vida. É legítimo e viável para a MTC considerar que só atinge o sucesso completo quando o cidadão/paciente é capaz de tomar nas suas mãos as rédeas da sua própria saúde.

Ler o artigo na íntegra